sexta-feira, 30 de março de 2012

0

16 anos das Mães da Sé

"Tanto quanto doloroso perder um filho para a violência é não saber onde, como e com quem está esse filho....portanto essas famílias merecem todo nosso apoio, carinho e solidariedade" (Sandra Domingues)


 16 anos das Mães da Sé

Local: Catedral da Sé
Data: 31 de Março de 2012 (sábado)
Horário: 14:00h

Vestimenta sugerida: Camiseta branca


Por mães da Sé

No dia 31 de Março de 2012, faz 16 anos que as Mães e Pais de filhos desaparecidos sentam-se à escadaria da Igreja da Sé mostrando as fotos dos seus filhos.

São 16 anos de luta, indignação, resiliência, revolta e constantes busca por respostas. 16 anos na busca de respostas dos âmbitos municipais, estaduais e federais. São 16 anos que muitos problemas já poderiam ser revolvidos! 16 anos de pura falta de vontade política! 16 anos de dormência (por falta de conhecimento!) da sociedade civil para o assunto!

Até quando seremos resignados?! Não estou me referindo à anarquia! Estou me referindo a nos unirmos em corrente e buscarmos nossos direitos como mães e pais de desaparecidos!

Amigos, convido a estarem conosco no dia 31/03/2012, às 14:00h, em frente à Catedral da Sé, no Centro de São Paulo-SP por um manifesto pelas Pessoas Desaparecidas do Brasil!

Participem!

Integrantes do UDVV (União em Defesa das Vítimas de Violência) estarão presentes, prestando solidariedade a essas famílias, dilaceradas pela dor.

Ajudaremos no recolhimento das assinaturas do abaixo-assinado proposto pela Sandra Moreno, mãe de Ana Paula Moreno Germano, desaparecida há 1 ano e 4 meses, que propõe um Projeto de Lei, com 1 milhão de assinaturas, a serem entregues no Senado, para que as mães de desaparecidos tenham uma atenção maior e melhor do estado e que esse por sua vez tenha maior comprometimento com a causa, onde haja maior e melhor divulgação dos desaparecidos e empenho da polícia nas buscas, além do apoio pscicológico as famílias dos desaparecidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário